quarta-feira, 13 de junho de 2012

PESQUISAS PARA PREFEITO DE LIMOEIRO - PE

Pesquisa “Opinião”/Magno Martins em Limoeiro:

Ricardo Teobaldo lidera com 61%


A primeira pesquisa do Instituto Opinião sobre a sucessão em Limoeiro, no Agreste Setentrional, o prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB) desponta com amplo favoritismo para emplacar um novo mandato. Se as eleições fossem hoje, ele teria 61,1% dos votos. Em segundo lugar aparece o vereador João Luiz Ferreira, o Joãozinho (PSB), com 13,8%, e, em terceiro, o ex-vereador Isaac do ônibus (PR), com 3,8%.

Brancos e nulos somam 7,8% e indecisos 13,5%. Na espontânea, onde o entrevistado é obrigado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio da cartela com os devidos nomes, Teobaldo aparece com 42,5% contra 3% de Joãozinho e 0,8% de Isaac. Doutor Barbosa foi citado por 1,5%. Neste cenário, os indecisos sobem para 48% e 4% disseram que anulariam o voto.

A pesquisa, contratada com exclusividade por este blog, foi realizada nos últimos dias 9 e 10, com a aplicação de 400 questionários. Seu registro no Tribunal Regional Eleitoral é o de número 00027-2012. Veja abaixo as localidades pesquisadas.

Centro, COHAB, João Ernesto, José Fernandes Salsa, Juá, Loteamento Santo Antônio, Nossa Senhora de Fátima, Otácio de Lemos, Pirauíra, Ponto Certo, Redentor, Santa Luzia, Santa Terezinha, São Sebastião, Vila Esperança, Bom Sucesso, Convales, Gameleira, Guarabirinha, Lajes, Paquivira, Pitombeira, Ribeiro do Mel, Ribeiro Grande, Urucubá e Vila Mendes.

O prefeito tem seus maiores percentuais entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (69,9%), entre os que ganham de um até três salários (65,7%) e entre os com grau de instrução até a 5ª série(64,2%). Já as menores taxas de intenção de voto aparecem entre os eleitores na faixa etária dos 45 a 59 anos (52,3%), entre os que ganham mais de cinco salários (56%) e entre os com grau de instrução de nível superior (58%).

Já o socialista Joãozinho aparece melhor situado entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos (22,1%), entre os que ganham de três a cinco salários (18,3%) e entre os com grau de instrução com nível médio (15,2%). Suas menores taxas estão entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (8,6%), entre os que cursam até a 4ª série (12%) e entre os que ganham de um a três salários (12,25).


Fonte - Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postar um comentário